COMDEV debate doenças alérgicas

A doença alérgica foi o assunto que marcou o segundo dia do COMDEV, que acontece até o dia 28 de julho, em Foz do Iguaçu.

O controle de pulgas em cães alérgicos, seguido das disbioses em quadros de dermatites atópicas, hipersensibilidade, importância das dietas nos animais, quadros de alergias alimentares dentro da dermatite atópica e alérgicos ambientais foram os assuntos de destaque do congresso. Completando o dia Chiara Noli, profissional italiana membro do Conselho de Administração do Colégio Europeu de Dermatologia Veterinária abordou durante o simpósio da Zoetis, os “Imunobiológicos no manejo do prurido crônico em cães com dermatite atópica” e “Casos de prurido mais difíceis de tratar – discussão de casos clínicos”.

Segundo Rafael Ferreira, um dos coordenadores do COMDEV, as doenças alérgicas somam a maioria dos atendimentos do médico veterinário atualmente. “Cada vez mais a especialidade alergologia vem ganhando força dentro da dermatologia animal. Hoje, a doença que os profissionais mais atendem nas clínicas de pequenos animais é a dermatite atópica. Por isso, o segundo dia do congresso foi quase que inteiramente dedicado a essa enfermidade e os palestrantes puderam expor de uma maneira objetiva a questão”.

“Muitos donos de animais se confundem entre as diversas doenças existentes. As vezes ele acredita que pode ser uma simples mancha, mas é algo realmente mais sério, como uma doença alérgica, por exemplo. Por isso, o ideal é procurar um especialista na área e ficar atento sempre, pois 70% dos atendimentos em consultórios são problemas dermatológicos”, completa.

 

Compartilhe esse post: